MPE-BA tem 40 vagas de estágio abertas



As vagas abertas são para estudantes do curso de Direito.

É estudante do ensino médio ou superior? Reside no estado da Bahia? Procura por vagas de emprego? Saiba que o Ministério Público do Estado da Bahia publicou a existência de 40 vagas de estágio. Devem se inscrever estudantes dos ensinos médio (1º ao 4º ano) e superior. Além das oportunidades, o MPE/BA também disponibiliza cadastro reserva para o curso de Direito. 

Além de focar nos estudantes de ensino médio, o Ministério Público ainda aponta que é preciso que o indivíduo esteja matriculado em escola pública ou escola privada, ambas devem ser conveniadas com o órgão baiano. Quanto aos universitários, a entidade afirma que é necessário estar cursando o semestre correspondente à metade do respectivo curso de bacharelado em Direito. 

Prova e Inscrição:

As inscrições só poderão ser realizadas, exclusivamente, pelo site www.consultec.com.br. Com taxa que varia, sendo de R$ 15 a R$ 30, a opção de pagamento é boleto bancário, que é gerado no site após concluir a inscrição. Quanto à data e ao local da prova objetiva, o órgão informou que a mesma será aplicada no dia 3 de abril de 2016 na cidade de Salvador. Através do site também é possível obter mais informações a respeito das vagas de estágio do Ministério Público.





Faça cursos profissionalizantes para enriquecer seu currículo!

Estudantes de ensino médio e superior estão sempre em busca de vagas de emprego. Muito deles irão atuar pela primeira vez no mercado de trabalho, onde enfrentarão grandes concorrentes. Apesar da pouca idade, alguns já possuem experiência de serviço, mas nada comprovado. E para entrar no cenário de trabalho é necessário comprovar a experiência em carteira, por parte de algumas empresas (a grande maioria). 

Sendo assim, o que esperar de um estudante sem experiência? Não muita coisa, talvez seja a resposta. Mas engana-se quem pensa dessa forma. Pois através de cursos profissionalizantes as chances de concorrer a uma vaga podem ser modificadas, pois as unidades contratantes também avaliam esse quesito. Quando não há experiência de trabalho, empresas têm como segunda opção avaliar as qualificações dos jovens. 

Por esse motivo, procure fazer cursos profissionalizantes. Há órgãos que ofertam esses cursos, além de fornecer ótimos professores e um ambiente agradável, muitos desses cursos são gratuitos. Se optar por cursos a distância, verifique as informações a respeito da empresa, pois os contratantes também avaliam se a própria é reconhecida em todo o país.

Por Flavinha Santos



Compartilhe esta notícia