Vagas de Estágio Google 2015



O sonho de praticamente toda pessoa que trabalha com tecnologia e/ou comunicação, é trabalhar em uma das maiores empresas do mundo, o Google. A fama da gigante da tecnologia é de oferecer, além de salários e benefícios atrativos, um ambiente super agradável e descontraído para se trabalhar.

E agora, as pessoas que estão cursando ensino superior terão a oportunidade de terem seu sonho realizado, pois o Google está com inscrições abertas para a quinta edição do seu Programa de Estágio 2015. O programa é intitulado de Google Business Internship.

As oportunidades (no total são 26 vagas) são todas para atuar no escritório da empresa situado em São Paulo, capital.

Entre os requisitos para preencher as 26 vagas, estão a de conclusão do curso superior até dezembro de 2015. Diferente da maior parte dos programas de estágio de outras empresas (sejam elas de grande ou pequeno porte), o programa do Google tem duração de apenas seis meses.

As inscrições ficam abertas até o dia 15 de fevereiro de 2015, e devem ser realizadas através do site https://www.google.com/about/careers/search#!t=jo&jid=83445001&.

O interessante é que a empresa utiliza uma de suas maiores ferramentas para realizar o processo seletivo, pois todas as entrevistas para esse programa de estágio serão feitas pela internet, através do Hangouts pelo Google+.





As entrevistas serão em forma de videoconferência com a Companhia de Talentos (empresa contratada para organizar o processo seletivo) e os funcionários do próprio Google.

Além disso, faz parte o processo seletivo também alguns testes on-line.

Os aprovados no processo seletivo irão começar a trabalhar na empresa a partir do segundo semestre de 2015.

Esse realmente é o sonho da maior parte dos jovens descolados dessa nova geração. Além do ambiente descontraído, a empresa tem a fama de não colocar seus funcionários sob pressão para executarem seus trabalhos, pois acreditam na responsabilidade de cada colaborador e afirmam que isso estimula a criatividade de todos.

Por Felipe Villares



Compartilhe esta notícia